Os painéis do dia 1 da Comic Con Experience


O primeiro dia de painéis do salão Thunder da Comin Con Experience começou como se esperava, com um pouco de falhas - especialmente em relação a altura do palco - que foi superada com muita boa vontade dos responsáveis pelo evento. No saldo muito mais pontos positivos, que problemas. E se levando em conta que se tratava do primeiro dia, no primeiro evento, as coisas devem ficar ainda mais aprimoradas.

A abertura foi com os caras do site Omelete, responsáveis pelo evento. Eles contaram como foi criar algo tão grandioso para o país e anunciaram os planos da Comic Con Experience se tornar um evento anual, para o delírio dos fãs que lotavam o auditório.

Na sequência entrou o painel dos 30 anos do Chaves, que ganhou em emoção com o recente falecimento de seu protagonista. A presença marcante ficou por conta do ator mexicano Édgar Vivar, intérprete do Seu Barriga e Nhonho, um prato cheio para os fãs do seriado.

Como o tempo não para, a próxima atração aliou nostalgia com excitação, quando o Gonnie Sean Astin pisou no palco. Ele falou sobre a sua carreira, suas experiências em Goonies (1985) é um pouco sobre a sua participação na trilogia dos Senhor dos Anéis. Tudo com muito bom humor e sem fugir das perguntas.

O painel das 16:00 foi o mais fraco devido à falta de habilidade do mediador, que não soube aproveitar a presença dos fodásticos Scott Snyder, Rafael Albuquerque e Sean Murphy, que falaram sobre o título Vampiro Americano, do selo Vertigo, da DC Comics. O ritmo lento foi o ponto baixo e fez transparecer uma falta de preparo para aproveitar melhor estes três ícones do mundo dos HQ's.

E falando em mitos, o próximo painel do dia foi um prato cheio para os fãs da DC Comics. Muito mais pelas presenças, do que pelo conteúdo (tudo era confidencial), a atração contou com Klaus Janson, Sean Murphy, Ivan Reis, Scott Snyder e José Luiz García-Lopez! Desta vez o ritmo foi muito bom e eles contaram um pouco sobre seus métodos de trabalho. Quem ficou de fora sem explicação foi o criador do novo uniforme do Asa Noturna, Eddy Barrows, que estava no evento, a poucos metros do auditório.

O melhor do primeiro dia ficou por conta do último painel que acompanhamos, o da Paramount Pictures, que mostrou com exclusividade o trailer do novo Exterminador do Futuro, com direito a introdução de Arnold Schwarzenegger gravada especialmente para os fãs presentes na CCXP. Além do trailer em resolução 4K, tivemos a chance de acompanhar 15 minutos de Projeto Almanaque, o novo filme da produtora de Michael Bay.

O primeiro dia da CCXP foi sensacional. Claro que houveram alguns problemas, filas longas e etc. Mas nada comparado a qualidade da estrutura, expositores e painéis. O Brasil entrou no mundo das Comic Cons em grande estilo e estamos na torcida que Esta seja a primeira de muitas.

Nos vemos amanhã.

Daniel Dreyer

Publicitário, blogueiro, fã de cultura geek, HQ's, filmes, séries e colecionáveis. Planejamento de contas na agência de publicidade Gampi, muito bem casado e papai babão.