Salvando a Estrela da Morte: a incrível história de como o modelo original quase foi perdido



Este texto é uma tradução livre do depoimento de Gus Lopez, considerado um dos maiores colecionadores privados de memorabilia Star Wars. E uma das peças mais incríveis de sua coleção é o modelo original da Estrela da Morte utilizada nas filmagens do Episódio IV: Uma Nova Esperança (1977).

A história de como este valioso item chegou as mãos de Lopez é uma verdadeira aventura, digna de Hollywood. Vale a pena tirar alguns minutos para viajar nessa louca trajetória e descobrir como um dos objetos mais importantes da saga quase foi perdido para sempre.

Segundo Lopez, tudo começou no sul da Califórnia, em 1977, onde grande parte dos modelos e adereços utilizados em Star Wars estavam guardados no local chamado Dollar Moving and Storage. O local foi alugado pelo estúdio para manter as peças. Mas, no fim da pós produção do primeiro longa, eles decidiram que não pagariam mais pelo armazenamento e pediram para que tudo fosse descartado.

Mas, um dos empregados do Dollar Moving and Storage chamado Doug W, resolveu guardar alguns itens como recordação. Ele pegou o modelo original da Estrela da Morte e duas peças maiores da trincheira da poderosa arma do Império.

Doug manteve o modelo na sala da sua casa por quase uma década. Em 1998 ele mudou-se para o Missouri e colocou a Estrela da Morte na loja de antiguidades da sua mãe, chamada Sutter’s Mill Antiques.
Estrela da Morte à venda na Sutter’s Mill Antiques.


Mas a incrível peça não ficou muito tempo sem ser notada, pois Todd Franklin, um colecionador de Star Wars que morava na área passou pela loja e ficou praticamente convencido que se tratava de uma peça original da produção. Porém, ainda tinha dúvidas. Afinal, como uma algo tão importante chegou tão longe? Então, antes de comprar, decidiu entrar em contato com a Lucasfilm para autenticar o seu achado. Porém, foi informado erradamente por um funcionário que o exemplar havia sido destruído durante as filmagens.

Franklin ficou arrasado. Mas mesmo com a negativa da Lucasfilm foi atrás de mais informações. E ao comparar fotos do modelo utilizado nas filmagens por horas ficou 100% convencido que aquela peça perdida no meio do Missouri era original. Então, poucos dias após o início de sua investigação, voltou ao Sutter's Mill para comprar a maquete.
O modelo da Estrela da Morte na produção do Episódio IV.


Infelizmente, aqueles dias a mais de pesquisa acabaram sendo fatais e os donos do loja acabaram vendendo a Estrela da Morte momentos antes para Mark S., o dono de uma loja de música country chamada Star World. Todd Franklin ficou destruído e não podia acreditar na oportunidade que havia perdido. E achou que nunca mais teria a chance de ter uma parte da história da saga em suas mãos.

Mas a sorte de Todd mudou. No fim de 1993 a Star World fechou as portas. Desta vez Todd e seu irmão, junto com seu amigo Tim Williams não esperaram. Foram ao local para ver se o modelo ainda estava lá. E ao chegarem perceberam que tudo já havia sido liquidado, com exceção da Estrela da Morte!

A visão não era das mais bonitas, pois a peça histórica estava sendo usada como lata de lixo. A área destinada originalmente ao disco do radar estava faltando e era por ali que o sujeira era colocada. Mas os três amigos não se decepcionaram e compraram o adereço na hora.

Todd, Pat e Tim dividiram o modelo da Estrela da Morte por anos. E adoravam mostrar elas para amigos e parentes. Além disso, a avó dos irmãos vez uma réplica do disco do radar de papelão para completar e peça. A arma mais mortal do Império estava de volta, em toda a sua glória.

Então, em 1999 foi a vez de Gus Lopez tentar trazer a peça para a sua vasta coleção. Ele entrou em contato com Todd, Pat e Tim, que havia conhecido anos antes graças a incrível história de como eles haviam adquirido o modelo.

Lopez perguntou se eles tinham interesse em vender a Estrela da Morte. A primeira resposta foi negativa. Mas alguns meses depois os rapazes entraram em contato com ele. Após uma nova proposta e BOOM! Havia conseguido comprar uma das peças mais importantes da história de Star Wars.

Hoje, o modelo da Estrela da Morte encontra-se na casa do colecionador e de tempos em tempos vai para o EMP Museum de Seattle, fazendo parte da permanente exibição de pop memorabilia do local. O museu conseguiu recriar o disco do radar original e Lopez devolveu o modelo de papelão para Todd e Pat como agradecimento por tudo que fizeram por essa incrível peça histórica.
A peça em exposição no EMP Museum de Seattle.



Confira também um vídeo do canal do YouTube The Comlink que mostra Gus Lopez falando sobre o modelo (ative as legendas com tradução):


May the Force be with you.

Daniel Dreyer

Publicitário, blogueiro, fã de cultura geek, HQ's, filmes, séries e colecionáveis. Planejamento de contas na agência de publicidade Gampi, muito bem casado e papai babão.